Santuário Sagrado Coração de Jesus
ARTIGOS
04
Nov
Os três eixos da nossa espiritualidade

Em 04/11/2017

Os três eixos da nossa espiritualidadePor Pe. Léo Heck, scj | pároco-reitor do Santuário

Quando aqui cheguei para trabalhar na Paróquia Santuário Sagrado Coração de Jesus, me perguntava qual devia ser o segredo para animar e sustentar a vida espiritual das dezenas de pessoas que aqui atuam nas pastorais, movimentos e serviços. Logo me dei conta de que esta comunidade tinha algo especial. Ela nasceu e cresceu com a cidade de Joinville. Tinha acabado de celebrar seu centenário e, há cem anos, irradia a espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus, sob a orientação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, os dehonianos.

Pensei comigo: em tempos de jubileu, nada melhor do que resgatar a mística que vem acompanhando este povo amado de Deus. Então, convidei o João Almeida, scj, o padre Joãozinho, para uma jornada de formação para nossas lideranças. O padre sintetizou a mística que deve animar nossa ação evangelizadora em dimensões que se complementam.

1ª) Viver intensamente a comunhão eclesial. A palavra “comunhão” vem de comum+união, ou com+unidade; daí vem “comunidade”. Só pode haver comunidade onde há comunhão, unidade. Jesus pediu aos discípulos “sint unum” (sejam um). O testemunho de unidade para que o mundo creia. E a comunhão abrange todos os níveis da Igreja: pastorais, movimentos, serviços, paróquia, comarca, diocese, regional e universal. É a chamada comunhão eclesial, comprometimento com a pastoral, com o pároco, com o bispo e com o papa.

2ª) Ter disponibilidade oblativa. Todos somos desafiados a viver a “alegria do Evangelho numa Igreja em saída”. Juntos, na missão permanente. Não podemos ficar apenas consumidores passivos da vida que flui do Santuário. Precisamos nos comprometer com a ação evangelizadora, em “união à oblação de Cristo ao Pai, pelos homens”. Inspirados no “ecce venio” e no “ecce ancila” (“eis que venho” e “eis aqui a serva”), de Jesus Cristo e da Virgem Maria, fazemos diariamente o oferecimento de nossa vida, tempo e sacrifício, para a salvação das almas e da sociedade.

3ª) Viver a solidariedade reparadora. Esse terceiro aspecto é consequência da vivência dos dois primeiros. Só é possível transformar a sociedade e criar um mundo novo, erradicando o mal da sociedade. Se vivermos a união com Jesus, na comunidade eclesial, dando-nos as mãos para caminhar juntos e encontrar caminhos de solidariedade e vida para todos. Portanto, do Coração traspassado, revelador da misericórdia do nosso Deus, brota a mística que nos anima em nossa vida e ação evangelizadora. Podemos resumir tudo isso numa frase: “viver a alegria do Evangelho numa Igreja em saída, com um coração aberto e solidário”.

Fonte: edição de novembro 2017 do Jornal do Santuário

Compartilhe está Notícia
Indique a um amigo
 
 
Santuário Sagrado Coração de Jesus
Rua Inácio Bastos, 308 - Bucarein - Joinville/SC
(47) 3455-2204

Copyright © 2017 Santuário Sagrado Coração de Jesus . Todos os direitos reservados.